> Home > Catálogo<<Voltar
Mudar o tamanho da letra    
oqueosolhosnaoveem_FIXO.jpg

O que os olhos não veem
Autor: 
Formato: Impresso
Ilustração: Carlos Brito
Faixa etária: A partir de 09 anos
Indicação: 4º Ano (EF1), 5º Ano (EF1)
Área: Ficção
Assunto: Autoritarismo, Crítica social
Temas contemporâneos: Educação em direitos humanos
Dimensões do produto: 16,00 x 23,00
Número de páginas: 40
ISBN: 9788516081645
Código do produto: 12081645

Leitura indicada para:

Buriti Plus

Disciplina: História (Buriti Plus)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 02

Projeto Buriti

Disciplina: História (Buriti 3a edição)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 8

Disciplina: História (Buriti 4º edição)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 08

Disciplina: Português (Buriti 3a edição)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 1

Disciplina: Português (Buriti 4º edição)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 01

Projeto Buriti 4ª edição

Disciplina: História (Buriti 4º edição)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 08

Disciplina: Português (Buriti 4º edição)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 01

Projeto Presente 4ª Edição

Disciplina: História (Presente 4ed)

Volume/Ano: 5º Ano

Unidade/Capítulo: Unidade 03

Preço sugerido: R$ 58,00
Site exclusivo
Imagem em alta resolução
Projeto de Leitura - Material para o professor
Release
Envie por e-mail
Imprimir
Prêmios

 FNLIJ Prêmio Ofélia Fontes: o melhor para a criança, 1982


APCA Melhor autor infantil, 1981

Sobre a obra

Mais uma instigante narrativa em versos da série O Reizinho Mandão, em O que os olhos não veem a Ruth Rocha inventou um rei com uma doença grave (que todo mundo conhece bem!): ele não via quem fosse pequeno e tivesse voz fraca; só enxergava os grandalhões com vozeirão. Por causa disso, acabou não tendo olhos para o povo, que é sempre pequeno e sem voz. E, como o que os olhos não veem o coração não sente, as pessoas viviam mal e o reizinho cego não estava nem aí. Por isso,


“Cada pessoa do povo

foi chegando à convicção

que eles mesmos é que tinham

que encontrar a solução

pra terminar a tragédia.

Pois quem monta na garupa

não pega nunca na rédea!”


E armaram uma daquelas. Quem ler — e não tiver o mesmo tipo de cegueira do rei —, verá.

 

Sobre o autor
Ruth Rocha
Nascida em São Paulo, capital, em 1931, Ruth Rocha sempre viveu em São Paulo. Foi orientadora educacional e editora. Começou a escrever artigos sobre educação para a revista Cláudia, em 1967. Em 1969 começou a escrever histórias infantis para a revista Recreio. Em 1976 teve seu primeiro livro editado. De lá para cá publicou mais de cem livros no Brasil e vinte no exterior, em dezenove diferentes idiomas.
Datas comemorativas
14 de julho - Dia mundial do livre pensamento
Você pode se interessar por
 
© Editora Moderna 2013. Todos os direitos reservados.